Visitando a Vinícola Santa Maria na Serra da Mantiqueira

Aléxia Muniz
Aléxia Muniz
Olá! Meu nome é Aléxia, criei esse blog para poder falar de viagens. Meu objetivo é te ajudar a viajar, através das minhas histórias e experiências. Bem-vindo ao meu mundo!

Campos do Jordão sempre me surpreende, todos os anos aparecem novas atividades, novos restaurantes e lugares para conhecer. Eu viajo para a cidade desde quando era criança e mesmo assim, é um lugar que amo voltar. Hoje vou falar sobre a minha visita à Vinícola Santa Maria.

Localização

Estrada Municipal José Theotônio da Silva, s/n Bairro do Baú – São Bento do Sapucaí, SP.

A vinícola fica encravada no meio da Serra da Mantiqueira, na cidade de São Bento do Sapucaí, é uma pequena cidade turística com cachoeiras, artesanatos, charmosos restaurantes e opções de passeios.

Também é a cidade que está o famoso ponto turístico, Pedra do Baú. A atração faz parte de um conjunto de rochas de grande importância e a pedra em si, tem 1950 metros de altitude e possui várias trilhas e belezas naturais. É um passeio perfeito para quem gosta de aventuras e passeios ao ar livre com contato com a natureza.

A Serra da Mantiqueira fica entre o estado de São Paulo e o sul de Minas Gerais. Nos últimos anos, descobriu que o local tem vocação para o cultivo das uvas européias. Pelas particularidades do clima e da vegetação, com abundância de mata nativa, flores e frutas trazendo aromas e personalidade aos vinhos produzidos no local. Ainda é uma região nova na produção, mas parece que tem sido uma grata surpresa para os produtores.

A Vinícola fica 15 km de Campos do Jordão, dá mais ou menos uns 30/40 minutos de viagem. Assim como outro lugar incrível que eu amo visitar, a Oliq- Fazenda de Olivas, é um passeio de um dia que vale muito a pena para quem visita Campos.

História

A história da Vinícola começa com a matriarca da família, Vó Brandina, de onde vem a inspiração para os nomes dos vinhos. A família veio da região da Serra da Mantiqueira, mas foram morar na capital e depois, decidiram retomar ao interior. Começaram o planejamento em 2004, mas a produção em si começou em 2005.

No início, plantaram 4.500 mudas de vários tipos de uva. O processo para saber quais uvas mais se adaptariam ao local foi extenso, até chegarem no trabalho de hoje. No momento, são 60 mil pés em 90 hectares.

Visita

A vinícola tem o espaço perfeito para você passar um dia maravilhoso. Eles fizeram uma estrutura de forma muito agradável e gostoso para curtir. A arquitetura é linda, tudo muito bem decorado e de bom gosto. Eles disponibilizam a experiência da visita guiada e da degustação.

A visita guiada é feita aos parreirais, cave e pela loja. Nesse tour, o guia vai explicando sobre como é o processo da produção do vinho, como as uvas são cultivadas na serra e conta um pouco da história da vinícola. Os vinhedos ficam na encosta da vinícola e são lindos, é uma bela vista. Nosso grupo tinha bastante gente e o rapaz foi explicando cada ponto.

Depois saímos de lá e fomos para a cave, onde fica armazenado os barris e garrafas. No espaço, também uma mesa lindíssima onde acontecem eventos e jantares. No local, passamos mais rápido, pois tem uma temperatura certa para manter e não pode ficar muito tempo aberto.

A visita precisa ser agendada com antecedência pelo WhatsApp (12) 9 9633-0222.  A visita custa R$ 15 por pessoa.

Degustação

A degustação aconteceu logo depois da visita e é uma experiência guiada pelo sommelier, onde eles apresentam e nós degustamos, 5 bebidas rótulos Brandina (que é o nome dos vinhos produzidos por eles). A degustação é feita num lugar lindo, parecendo uma sala de aula, mas sem paredes e com uma vista perfeita para a Serra.

O sommelier que nos guiou é muito legal e explica super bem. Ele ensina técnicas que ajudam na degustação dos vinhos. Os vinhos são gostosos, tinha vinhos brancos, rosé e tinto. No final, também degustamos um hidromel. É uma bebida diferente, que eles produzem lá e na nossa opinião, a mais gostosa.

O hidromel é uma bebida milenar, que começou a ser produzida pelos vikings nas terras nórdicas. Curiosidade: Na Europa da Idade Média, era comum que o casal consumisse o vinho de mel durante todo um ciclo lunar após as bodas, para garantir uma lua de mel fértil – daí a origem da expressão. 

A bebida é obtido pela transformação dos açúcares do mel em álcool. Inclusive, por ser uma bebida resultante de uma fermentação, ela é também conhecida como vinho de mel. Até porque o vinho também é um produto de fermentação.

A degustação custa R$ 65 por pessoa e quem compra a degustação, ganha o tour guiado.

Restaurante

O Restaurante Bruschetteria da Vila é o restaurante da vinícola, com diversos ambientes que traz pratos modernos que unem a cozinha italiana à internacional. E o foco deles são as bruschettas. Eles possuem dois ambientes diferentes que oferecem propostas diferentes.

No ambiente Terrazzo, eles oferecem um menu degustação sazonal de quatro tempos e os pratos são harmonizados com os vinhos da casa. Já no Ambiente Giardino, onde ficamos, é a parte externa que oferece bruschettas, tábuas de queijos e frios, charcutaris e lanches. É um ambiente mais descontraído e para quem quer petiscar e tomar uns drinks.

Além disso, eles oferecem a experiência do Picnic, nele o cliente escolhe entre as tábuas, bruschettas e as bebidas para compor a cesta. O valor depende do que escolher. E o picnic pode ser feito no meio dos vinhedos, é uma ótima opção para quem quer mais privacidade.

Lojinha

No complexo, eles também tem uma lojinha muito bem decorada com produtos da vinícola. Têm vários itens exclusivos e claro, os vinhos estão disponíveis para compra. Nós compramos um abridor de vinho e um hidromel, que gostamos muito.

Horário de Funcionamento

De quarta a Domingo das 11h às 17h

O que eu achei?

Eu gostei muito do local e de toda a experiência. Depois que saímos da degustação, ficamos no jardim no restaurante, pedimos as bruschettas que são deliciosas e a tábua de queijos e frios. As bruschettas são imperdíveis, foi que o mais gostamos.

O espaço é pet-friendly, vimos cachorros, crianças, grupos de amigos e casais. Acho que é um passeio muito gostoso para fazer e curtir um dia diferente. Não esqueça que é necessário agendar, eles só atendem com reserva e ainda mais se for final de semana ou feriado, fica bem cheio.

Vale lembrar que é bom olhar a previsão do tempo, durante o dia estava calor e sol. Mas foi chegando perto das 16h/17 e foi esfriando. Nós gostamos bastante do passeio e recomendo.

Beijos!

Compartilhe esse post:

– leia mais –

Posts relacionados