Puerto Madero: O bairro mais moderno de Buenos Aires

Aléxia Muniz
Aléxia Muniz
Olá! Meu nome é Aléxia, criei esse blog para poder falar de viagens. Meu objetivo é te ajudar a viajar, através das minhas histórias e experiências. Bem-vindo ao meu mundo!

Buenos Aires é uma cidade extremamente charmosa e de certa forma, tem aquele ar antigo da época de glória do país. Porém, também encontramos a modernidade e ela está totalmente no bairro Puerto Madero.

Localização

O Bairro é mais afastado dos principais pontos turísticos da cidade. Mas mesmo sendo mais afastado, ainda sim é bem tranquilo de chegar. Fica aproximadamente 18 minutos do bairro da Recoleta, que foi onde ficamos hospedados. Nós fomos de táxi até lá, mas confesso que para se hospedar ali fica bem fora de mão para turistar.

História 

Fonte: Google

Em 1882, o governo da cidade decidiu que precisava resolver o problema das embarcações que chegavam. Devido a baixa profundidade do Rio da Prata, os navios maiores não conseguiam chegar na costa para descarregar suas mercadorias e eram obrigadas a descarregar em barcos menores.

Toda essa logística atrapalhava os negócios, até porque nessa época a América Latina vivia o auge do modelo agroexportador e precisava de um grande porto para enviar as mercadorias para Europa. Com isso, o governo decide contratar o engenheiro Eduardo Madero (o nome vem daí) para ser encarregado de construir o porto.

O projeto era interessante e se assemelhava muito com os portos de Londres. Porém, logo ficou obsoleto devido ao tamanho das embarcações que surgiam. O porto funcionou apenas por uma década.

Com isso, a região ficou completamente abandonada e até perigosa. Foi apenas em 1990 que Puerto Madero começou a sua revitalização. Recebeu novos incentivos e um super-investimento, inclusive uma parte veio de Barcelona, que ajudou no plano de reestruturação do bairro.

Puerto Madero Hoje

Os armazéns antigos com seus tijolos vermelhos ganharam uma nova cara, casas antigas viraram restaurantes e assim, nasce um dos bairros mais caros de Buenos Aires. Andando por ali, não dá nem para imaginar. O bairro conta com arranha-céus de alto padrão e modernos. Inclusive, até universidades levaram seus campus para o local.

Para quem quer, também tem ótimas redes de hotéis no bairro. Hotéis 5 estrelas como Hilton, entre outros.. Eu acho que para quem vai a trabalho, ficar hospedado por ali é uma mão na roda. Afinal, até o escritório do Google da Argentina fica no bairro. Porém, para quem vai pela primeira vez, não recomendo. Acredito que vale a pena visitar, porém acho que para conhecer Buenos Aires recomendo ficar na Recoleta ou algum bairro vizinho.

Principais atrações

Puente de la Mujer

Um dos pontos turísticos emblemáticos de Buenos Aires é a Ponte bem no coração do bairro. O seu design moderno faz um belo contraste no rio. Inaugurada em dezembro de 2001, a obra é do arquiteto espanhol Santiago Calatrava e homenageia o tango. Foi inspirado na imagem de um casal dançando tango. O mastro representa um homem que sustenta pelas costas uma mulher, representada pela curvatura central da ponte.

Vale a pena ir no pôr do sol tirar belas fotos na ponte. É legal caminhar por ela também, ficam vários artistas de rua na ponte e inclusive, até casais dançando tango. Vale a pena já ir no pôr do sol e depois, aproveitar a noite para passear pela região e jantar por ali.

Fragata Sarmiento

Com uma história de mais de 100 anos de existência, o barco possui 39 viagens, percorrendo mais de 1.1000.000 milhas marinas. Isso dá umas 40 viagens ao redor do mundo. O barco foi lançado ao mar em 1897 e em 1962, foi declarada Monumento Histórico Nacional e um museu das viagens e missões oficiais.

O barco está ancorado no dique 3, próximo à ponte. Hoje, se tornou um museu flutuante e é possível visitar o barco e ver os antigos objetos da embarcação. Infelizmente, quando fomos estava fechado e não pude visitar. Mas acredito que deve ser interessante, especialmente para quem viaja com crianças.

Reserva Ecológica Costanera Sur

Contrastando com a modernidade e seus arranha-céus, fica o maior espaço verde da cidade. Tanto para turistas como para moradores, o local oferece trilhas, espaços para atividades físicas e inclusive, várias espécies de animais para observação.

Na reserva, tem uma orla com quiosques vendendo comidas típicas e espaços onde dá para aproveitar para descansar e desfrutar da natureza. A entrada é gratuita. Como nós fomos para o bairro de noite, não conhecemos a Reserva. Caso queira aproveitar, recomendo ir durante a tarde.

Casino Buenos Aires

Na Argentina, não são permitidos cassinos. Então, como tem um cassino na cidade? Para driblar a lei, criaram um cassino flutuante que está ancorado no bairro e dessa forma, ele está na água e não no solo argentino rsss.

O cassino é enorme, possui vários jogos, restaurantes e bares. Nós fomos andando até o cassino e é impressionante a estrutura do local. Ganhamos uns créditos do Madero Tango e fomos gastar lá. Tem um estacionamento gigante e lá dentro, é tudo muito organizado. 

Possui restaurantes na entrada e logo que entra, já trocamos nossos vouchers para usar. Tinha espaços para fumantes e não fumantes nos vários andares. Nós brincamos no local e estava bem cheio, mas foi bem legal e muito interessante. Ganhamos uns pesos rsss deu pra se divertir. Vale a pena conhecer, mesmo que seja só para dar uma olhada.

Fica aberto 24h, todos os dias.

Madero Tango

Uma das tradicionais casas de Tango de Buenos Aires. Eles oferecem o jantar, com entrada, prato principal e sobremesa. Também está incluso as bebidas. Enquanto isso, acontece o show com muita dança, música e claro, tango. Vocês sabem que meu compromisso com a verdade é muito importante, então tenho que falar que não gostamos da experiência no Madero Tango.

Compramos o ingresso antecipado, já com transporte. O atendimento dos garçons é péssimo e a comida muito ruim, ficamos muito mal localizados, nossa mesa tinha um pilar na frente. Isso tudo atrapalhou totalmente a experiência. Porém, o show era bonito. Mas infelizmente, pelo preço que pagamos, não valeu a pena.

Passear pelo calçadão

Esse é o que considero imperdível em Puerto Madero. Vale muito a pena passear pelo calçadão, ver os bares, restaurantes, pessoas caminhando.. É muito gostoso mesmo. Fomos num domingo e estava muito movimentado, paramos num barzinho para tomar um drink e olhar o movimento.

O que eu achei?

Puerto Madero é um contraste enorme do restante de Buenos Aires, porém tem que conhecer. O bairro manteve várias características do antigo porto e faz um belo balanço do novo e velho. Recomendo passear pela região.

Beijos!

Compartilhe esse post:

– leia mais –

Posts relacionados